Credito Pessoal

Nos últimos anos tem aumentado a oferta e as facilidades para se obter crédito pessoal. A diferença entre esse tipo de crédito e os créditos habitacionais, por exemplo, é que no crédito pessoal não é preciso declarar para que vai ser utilizado o dinheiro e o número de parcelas é menor, chegando no máximo a 48 meses.

Existem várias modalidades de crédito pessoal, é preciso antes de contratar com o banco ou financeira pesquisar para ver a modalidade que mais se adapta as necessidades e aquelas que tem as menores taxas de juros. Mas em se tratando de crédito pessoal não é só os juros que tem que ser observados, também é preciso estar atento a outros “penduricalhos” que os bancos costumam adicionar no crédito pessoal e a maioria dos clientes nem se apercebe. É o caso dos seguros de vida e outras tarifas. Alguns bancos ao efetuarem o crédito pessoal embutem o seguro de vida quase como um item obrigatório, e não é. O seguro é opcional.

O crédito pessoal é uma boa opção também para quitar dívidas com juros maiores e muitas vezes abusivos, como o cheque especial e o cartão de crédito, como o crédito pessoal tem parcelas fixas é mais fácil programar o orçamento com ele.

Mesmo sendo uma boa opção em alguns casos e em outras a única solução, antes de buscar um crédito pessoal analise sempre se está é a melhor solução para o seu problema.

Menu Principal